25 de jul de 2014

Análise de Segunda: Circulo de Fogo


Olá caros marujos de água doces, bem vindos a minha primeira analise. Hoje falarei de nada mais nada menos que o maior Blockbuster do ano vamos falar sobre Pacific Rim ou Circulo de fogo para os tupiniquins.



No ano de 2013 o diretor Guillermo Del Toro (O Labirinto do Fauno, Hellboy) traz a tona oque para muitos seria a maior homenagem aos animes, filmes e tokusatsus japoneses, com robôs e monstros gigantes caindo na porrada desenfreadamente. O filme começa apresentando ao público uma realidade onde o planeta começa a sofre ataques de monstros denominados tais kaijus, criaturas gigantes surgidas umas fendas dimensionais no circulo de fogo do Pacífico. Com os ataques as autoridades globais se unem para combatê-los, porém os recursos bélicos existentes não são suficientes para conter os ataques, a cada kaijus dificilmente abatido surgem uma categoria de monstros mais forte que a primeira, então sem escolha a uma humanidade se reúnem para a construção dos Jaegers, robôs gigantes madafoca movidos por controle neural. Nos primeiros protótipos de Jaegers era proposto que estivesse um piloto para cada robô porem a carga neural era tão grande um piloto só não aguentava, dai o diferencial do filme os robôs são controlados por dois pilotos que dividem sua carga neural, seus pensamentos e lembranças esse diferencial é um fato importante na trama.




[Agora para aqueles que não viram o filme daqui para baixo está aberta uma área de spolers então se vocês não viu corra para locadora de torrents mais próxima e vá logo assistir ]

Após uma rápida explicação sobre como e o mundo atual e seus conflitos, o filme tem inicio mostrando como era a vida dos irmãos Becket pilotos de Jaegers já a um bom tempo, notasse que Raleigh (Charlie Hunnam) é aquele irmão mais moleque que esta sempre querendo lutar, já seu Yancy o cabeça da dupla, aparenta ser mais velho e cansado dessas batalhas contra monstros. Com a aparição de um novo Kaiju a dupla tem a missão de resgatar um barco que está próximo a esse monstro, ao descumprirem a ordem do Marechal entrarem em conflito com o monstro eles sofrem um grande dano que acaba na morte do irmão de Raleigh que sozinho tem que controlar seu robô ate à costa. Notamos ai nosso primeiro clichê.

Seis anos se passaram e projeto Jaegers está sendo cancelado pelas autoridades mundiais por não ser mais tão eficazes quanto antes, porém o Marechal Stacker Pentecost (Idris Elba), decide montar uma resistência utilizando os últimos robôs em bom estado da terra, lá se encontram Cherno Alfa (robô russo), Striker Eureka (robô australiano), Crimson Typhoon (robô chinês o único no mundo pilotado por 3 pessoas) e Gipsy Danger (robô americano) o mesmo pilotado no inicio do filme pelos irmãos Becket, só que agora ele está consertado e sem pilotos, ai você meu caro leitor adivinha quem vai pilotar ele???  Logico que e o irmão sobrevivente ele que já havia desaparecido a 6 anos, ele que estava na puta que pariu trabalhando em uma muralha de proteção contra Kaijus ele mesmo Raleigh e recrutado após 6 anos para voltar a pilotar seu antigo robô e também com a missão de encontrar um novo piloto para lutar ao seu lado. Os demais clichês do filme não vou contar aqui, pois a resenha esta ficando muito grande então vou falar do que interessa que é pancadaria de monstros vs robôs.
Diferente dos Transformes as lutas são bem coreografadas e com bastante ação, há momentos marcantes que na minha opinião faz você ter vontade de levantar da cadeira e gritar PUTA QUE PARIU, uma delas e quando o Gipsy Danger esta carregando um navio petroleiro como se fosse um bastão de beisebol e da na cara do Kaiju outra cena foda e no momento em que revelam que o robô além de um canhão de plasma tem uma espada ala rangers  e parte o kaiju voador no meio nesse momento fiquei de pé e gritei PORRA QUE FILME FODA.
Pacific Rim e uma chuva de clichês, além de um grande homenagem a todos os fãs de tokusatsus  e  filmes de monstros antigos, porém tem tudo que vocês precisa para se divertir em sua sala, temos o piloto morre no inicio, o irmão que parou de pilotar e volta da cinza como uma fênix em chamas, o militar Fodão, tem cachorro, Robô gigantes e Monstros bem feitos e pra terminar temos a presença de Ron Perlman (Hellboy) num papel bem cômico. Como já disse corra logo para locadora e vai ver esse filme o mais rápido possível e minha nota para Pacific Rim e de 5 estrelas fácil fácil (de 0 a 5), se não gostaram da nota ou tem algo a acrescentar sobre o filme pois aqui foi uma análise curta e bem pessoal comenta ai em baixo e se curtiu tai meu perfil no Filmow entra la e dêem uma olhada nas minhas notas: http://filmow.com/usuario/leonardo.dekalq/.



Kaijus

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário